1 Coríntios 13.
1 Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o bronze que soa ou como o címbalo que retine. 2 Ainda que eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios e toda a ciência; ainda que eu tenha tamanha fé, a ponto de transportar montes, se não tiver amor, nada serei. 3 E ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres e ainda que entregue o meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me aproveitará.
Tenho meditado muito sobre este texto, e percebi o quanto nossos valores e princípios tem mudando tão rapidamente, o quanto conseguimos sutil-mente nos afastar das coisas que realmente tem valor.
De acordo com o texto acima o Amor é a vida é a essência de tudo o que fazemos é o que dá sentido a todas a nossa caminhada.
vejo que o Amor descrito neste texto é pratico não é um sentimento, não tenho que sentir para saber que tenho que amar...é um amor que se nega, que se entrega que age de encontro a necessidade do outro.
Como temos sido relapsos quanto a esta verdade, é por isso que nossa mensagem tem sido vazia sem vida, não tem mudado o meio em que estamos, não tem transtornado, impactado e transformados a vida daqueles que estão a nossa volta...
Não faz sentido termos grandes ministérios, sermos reconhecidos e até termos certo credito com alguns por causa de nosso conhecimento bíblico e grandes feitos, não tem sentido ter dons, e "fluir muito bem neles" se não vivermos dia a dia este amor...temos nós esquecido que todas estas coisas foram instituídas por causa das pessoas e não o contrário.
4 O amor é paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, 5 não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal; 6 não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade; 7 tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
Aqui encontramos algumas características deste amor... compreender isso é ir além da ciência, é entregar-se a cada dia, e morrer e gerar vida através deste amor!!!
Precisamos perceber que a dificuldade de que temos hoje em amar uns aos outros como o Pai nos Ama, é Justamente porque não nós esvaziamos de nós mesmo dia após dia, estamos centrados em nós e nas nossas coisas, passamos a vida tentando ostentar e preservar um imagem que acreditamos ser a correta, argumentamos sempre quando somos questionados em vez de refletir e reconhecer que estamos errando e precisamos de uma conversão.
As pessoas a quem fomos chamados a servir sempre serão justamente aquelas que não nós parecem agradáveis...Te-las por perto deveria ser uma honra para nós.
Temos a tendência de querer por perto só aqueles que nós dizem coisas boas, que concordem sempre com o que dizemos, que não nos questionem e nem nos confronte.
Os ministérios, dons, a ciência, são muito importante e devem sim ser manifestados, mas ja deveríamos ter percebido ao olhar a nossa volta que exerce-los com um propósito e motivação errada tem gerado mais mortes do que vida
8 O amor jamais acaba; mas, havendo profecias, desaparecerão; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, passará;9 porque, em parte, conhecemos e, em parte, profetizamos.10 Quando, porém, vier o que é perfeito, então, o que é em parte será aniquilado.11 Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, pensava como menino; quando cheguei a ser homem, desisti das coisas próprias de menino.12 Porque, agora, vemos como em espelho, obscuramente; então, veremos face a face. Agora, conheço em parte; então, conhecerei como também sou conhecido.13 Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; porém o maior destes é o amor.

Eu oro para que venhamos viver este amor acima de nós mesmos e que tenhamos em Cristo a revelação exata do nosso alvo!!!